Arquivo da tag: dior

Galliano e o Preconceito

Eu sei que toda essa história de John Galliano já foi divulgada e discutida à exaustão, mas o blog é meu e eu AINDA estou chocada com tudo isso. Tudo bem, Galliano já demonstrou ser um cara no mínimo instável – pra não dizer coisa bem pior, mas eu fiquei espantada com a posição tão radical dele ao dizer que amava Hitler. Quero dizer, John Galliano é gay, e, durante o regime de Hitler, os gays eram enviados a campos de concentração e sofriam perseguições semelhantes às dos judeus, negros, ciganos, imigrantes e afins. Além do preconceito chocante para alguém que também sofre com ele, Galliano foi incoerente, apoiando aquilo que lhe ameaçaria caso o regime fosse vigente. Não estou dizendo que por ser gay ele deva ser obrigatoriamente livre de preconceitos. Temos que assumir que todos nós temos nossas ressalvas, mas isso jamais justificaria a série de atitudes infundadas e desesperadas que ele tomou. Quero dizer, se eu não gosto de azul, não usarei tal cor, mas isso não significa que alguém que a use seja uma pessoa de mal gosto ou que não o consiga fazer com elegância. Se temos de viver em sociedade, devemos aprender a respeitar todas as nuances que ela tem e guardar nossas ressalvas para nós mesmos. Podemos discordar de uma posição, assim como estou discordando da posição de John – mesmo sendo grande admiradora da genialidade e leveza de seu trabalho – e temos o direito de gostar e desgostar do que nos é apresentado e ainda manifestar uma opinião sobre isso. Somos livres. Mas somos reféns de nossa liberdade. Vivemos em sociedade e temos de nos adequar a isso. Não podemos deixar que nossa liberdade interfira na liberdade do outro. Não temos esse direito.

E quanto à posição da Dior, tida como radical para alguns, para mim parece correta. John feriu a liberdade do casal em Marais e manchou suas criações geniais com esse rancor tão sujo e oposto de seu trabalho impecável. Infelizmente, John Galliano usou da pior defesa contra todo o preconceito que sofreu: o ataque. Ele só esqueceu que um erro não justifica o outro.

O mundo da moda está esperando um pedido de desculpa.