manifesto

Meu primeiro post é um manifesto – nada melhor do que começar fazendo barraco – sobre o vestuário masculino, assunto que sempre me chamou atenção.

Tendências vêm, tendências vão e o vestuário masculino é basicamente igual. Uns dizem atemporal, outros, monótono. O combo clássico Jeans + Camiseta vale para todas as idades, tribos e tipos físicos, com algumas mudanças, é claro. No Brasil, então, o caso dos homens é ainda mais deplorável, já que a maioria é ortodoxa e ignora até os clássicos, vestindo-se mais por necessidade do que por gosto, geralmente de uma forma confusa, misturando camisas de manga curta com sapatos socias e calças jeans apertadas com doze anos de uso contínuo – linha tênue que separa o velho do vintage – que já pegam até ônibus sozinhas. Entre os mais novos, a ‘tribo’ a qual pertencem – ou desejam pertencer – manda em seu armário. De emos a lambões, poucos se salvam.

O fato é que os homens não são incentivados a se vestirem bem ou a usarem o que está na moda. Em uma loja de departamentos, por exemplo, quatro andares são femininos, dois são infantis e apenas um é masculino. E tal andar é dividido apenas em casual, jovem e social, sendo que os dois primeiros não possuem distinção. Nada contra peças clássicas, pelo contrário, a falta delas acaba tornando o homem uma confusão de padrões e cores que nem sabem direito porquê estão ali. Não estou dizendo que o mundo seria um lugar melhor se todos os homens se vestissem diariamente com blazers e botas, mas pergunto-me por que apenas líderes de grupos de pagode – que também não são exemplo de bem-vestir, só de vaidade – e atores parecem possuir alguma vaidade na hora de se vestir? E por que nós, mulheres, não exigimos dos homens como nos é exigido? Por que nós devemos nos vestir bem para andar do lado de um homem (seja ele marido, pai – graças ao Senhor, esse não é o caso do meu – ou amigo) que usa camisa com mangas curtas, uma calça que não veste bem e ainda, o pior pecado de todos, uma roupa velha (e muitas vezes, rasgada) que deveria ter ficado em casa? Não estar nem aí tem limite.

Estou sozinha? Alguém pensa da mesma forma que eu?

Beijos, Laurinha.

Anúncios

2 Respostas para “manifesto

  1. Olá, vi seu blog nos comentários de uma matéria sobre a miu miu no site da capricho , e achei super legal o comentário que você havia feito, diferente das outras meninas que haviam comentado, que no caso não tem um visão concreta sobre o assunto e só sabem criticar …
    E quanto a esse primeiro post no seu blog, achei super interessante, porque a moda masculina é algo que realmente precisa ser discutido e feito com mais atenção.
    bisous
    http://www.lefreak-chic.blogspot.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s